A VIVENCIA DAS MULHERES PRIMÍPARAS NO PARTO E PUERPÉRIO: REVISÃO INTEGRATIVA

  • Mari da Silva
  • Mari Luci Chalme
  • Pâmela da Rosa Gonzalez
  • Lisie Alende Prates
Rótulo Saúde, mulher, Parto, Período, pós-parto

Resumo

VIVÊNCIA DAS MULHERES-PRIMÍPARAS NO PARTO E PUERPÉRIO: REVISÃO INTEGRATIVA RESUMO Introdução: o parto e o nascimento podem representar os principais acontecimentos na vida da mulher, pois estabelecem a sua transição para o papel de mãe. Nesse contexto, pondera-se que, entre as mulheres-primíparas, estes eventos podem ser permeados por sentimentos e vivências singulares, visto que muitas apresentam pouco ou nenhum conhecimento e por também não possuírem experiências anteriores. Objetivo: analisar as evidências científicas disponíveis na literatura nacional sobre a vivência de mulheres-primíparas em relação ao parto e puerpério. Material e métodos: revisão narrativa, desenvolvida no mês de setembro de 2018, nas bases de dados eletrônicas Literatura Latino-Americana, do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Base de Dados de Enfermagem (BDENF), com os descritores parto, pré-parto e puerpério, com recorte temporal de 2013 a 2017, e utilizando as palavras primípara, primíparas ou primiparidade. Como critérios de inclusão, elencou-se os artigos oriundos de pesquisas, que estavam disponíveis online e gratuitamente; e no idioma português. Já os critérios de exclusão abrangeram os artigos que apresentavam resumo incompleto, que não responderam a questão de pesquisa ou correspondia a outra temática. Foram encontrados 25 estudos entre as duas bases de dados, dos quais quatro foram selecionados após a aplicação dos critérios de exclusão. Resultados e discussão: as vivências incluíram, principalmente, a escolha pela via de nascimento. As mulheres-primíparas têm preferência pela via vaginal, apesar de referirem medo. Esta escolha está atrelada ao maior nível de escolaridade e a influência de amigos e familiares. Ainda, verificou-se algumas modificações sociais e familiares advindas do puerpério, associadas aos cuidados com a díade mãe-bebê e o próprio aleitamento materno. Conclusão: verificou-se a importância de pesquisas com foco na vivência de mulheres-primíparas em relação ao parto e puerpério, tendo em vista a incipiência de produções científicas abordando esse grupo. Entende-se que estudos sob a perspectiva dessas mulheres pode promover uma atenção mais qualificada durante o período gravídico-puerperal. Palavras-chave: Saúde da mulher. Parto. Período pós-parto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
DA SILVA, M.; LUCI CHALME, M.; DA ROSA GONZALEZ, P.; ALENDE PRATES, L. A VIVENCIA DAS MULHERES PRIMÍPARAS NO PARTO E PUERPÉRIO: REVISÃO INTEGRATIVA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.