PREVALÊNCIA DE VIOLÊNCIA SEXUAL EM IDOSAS DE SANTA MARIA-RS: UMA SÉRIE HISTÓRICA

  • Mariana Turchiello
  • Deise Iop Tavares
  • Gessica Bordin Viera Schlemmer
  • Angelita Alice Jaeger
Rótulo Delitos, sexuais, Violência, Idoso, Prevalência

Resumo

i) introdução: A violência sexual é qualquer ato ou tentativa de ato sexual, comentários sexuais indesejados, atos direcionados ao tráfico sexual ou voltados contra a sexualidade de uma pessoa, usando a coação, praticados por qualquer pessoa, em qualquer cenário. Esta violência é comumente cometida contra a pessoa idosa e merece ser discutida e encarada como um problema de saúde pública. O Estatuto do Idoso tem como objetivo a proteção dos/as mesmos/as con¬tra qualquer tipo de violência, porém, mesmo assim, um/a em cada seis idosos/as sofrem violência no mundo conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS). ii) objetivos: Verificar a prevalência de violência sexual em mulheres idosas de Santa Maria nos últimos cinco anos. iii) materiais e métodos: Para este estudo foi utilizado a plataforma Tabulações da Vigilância Epidemiológica CEVS/SES/RS utilizando os dados do Sinan violência doméstica, sexual e/ou outras, RS, 2009 a 2019. Em Linha marcou-se a opção Munícipio de notificação, em Coluna a Faixa etária e em Conteúdo a Violência sexual. Nos Períodos disponíveis selecionou-se os anos de 2013 a 2019, isoladamente. No item Munícipio de notificação selecionou-se Santa Maria, na Faixa etária as opções 60 a 69 anos, 70 a 79 anos e Mais de 80 anos e no item Sexo marcou-se Masculino, Feminino, Ignorado e Em branco. iv) resultados e discussão: Nos últimos cinco anos ocorreram cinco casos de violência sexual em Santa Maria, sendo todos eles em mulheres. No ano de 2014 ocorreu um caso na faixa etária de 70 a 79 anos, em 2015 ocorreu um caso na faixa etária de 60 a 69 anos, seguido de dois casos no ano de 2016 na mesma faixa etária. Ainda, em 2019 ocorreu um novo caso nesta mesma faixa etária. Um estudo investigou os casos notificados de violência em idosas de Santa Maria no período de 2010 a 2014 e foram notificados três casos de violência sexual, o que mostra um aumento do número de casos, demonstrando uma predominância de vitimas do sexo feminino o que condiz com um estudo realizado no âmbito nacional que utilizou a mesma plataforma de dados. Considera-se cada vez mais importante a necessidade de uma constante atualização pelos profissionais de saúde, para que possam identificar, notificar e acompanhar os casos de violência de forma eficaz. v) conclusão: A notificação dos casos bem como o conhecimento do perfil das vítimas de violência sexual possibilitam o desenvolvi¬mento de medidas preventivas de combate à violência pelas autoridades competentes. É cada vez mais importante que a sociedade denuncie esses casos a fim de exigir o cumprimento das leis, assim como do Estatuto do Idoso, para proporcionar o bem estar físico, mental e social destas vítimas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
TURCHIELLO, M.; IOP TAVARES, D.; BORDIN VIERA SCHLEMMER, G.; ALICE JAEGER, A. PREVALÊNCIA DE VIOLÊNCIA SEXUAL EM IDOSAS DE SANTA MARIA-RS: UMA SÉRIE HISTÓRICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.