TOXASCARIS LEONINA - IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO CORRETO

  • Franciele Jacinto
  • Larissa Abi Rodrigues
  • Jesica Alessandra Aleksich González
  • Lenise Costa Souza
  • Tiago Gallina Correa
Rótulo Toxascaris1, Toxocara2, Felino3, Endoparasitos4

Resumo

Toxascaris leonina é um nematódeo endoparasito que tem como hospedeiro definitivo os carnívoros domésticos e silvestres. Sua ocorrência é de baixa importância clínica quando comparada a outros nematodas do sistema digestório destes hospedeiros, e também é pouco descrita, pois ao diagnóstico pode ser facilmente confundido com Toxocara canis ou T. cati, devido à semelhança dos seus ovos e quando adultos. Enquanto os ovos de T. leonina apresentam superfície lisa, os ovos de T. canis e T. cati apresentam superfície irregular. Além disso, a diferença mais importante entre as espécies é que T. canis e T. cati, em seu ciclo de vida, fazem migração no hospedeiro, acometendo órgãos como esôfago, traqueia, pulmão e fígado. As infecções por estes parasitos têm potencial zoonótico, sendo que T. canis é o agente etiológico da Larva Migrans Visceral, que acomete humanos, se alojando principalmente no fígado, sistema nervoso central e olhos. O presente relato tem por objetivo atentar para as diferenças que devem ser observadas no exame parasitológico de fezes e, também de solo quando em investigações ambientais, para que se obtenha um resultado fidedigno e não supervalorizar ovos semelhantes da superfamília Ascaroidea. Também vale lembrar que a infecção por T. leonina, embora menos frequente, pode causar obstruções intestinais pelo acúmulo dos parasitos ao longo do tempo, no intestino delgado, agravando o quadro clínico do paciente. O diagnóstico neste relato foi baseado no exame parasitológico de fezes, com amostra de fezes de um felino doméstico, sem raça definida, seis meses de idade, assintomático, sem histórico de vermifugação. Foi realizado o teste de Willis-Mollay, que tem como fundamento a flutuação dos ovos dos parasitos em solução hipersaturada, e observação em microscópio óptico em aumento de 100x. O achado foi acidental, corroborando para a busca de informações, já que houve estranheza na observação dos ovos, que eram semelhantes, mas não iguais aos comumente visualizados. A amostra positiva demonstra que a presença do parasito pode ser corriqueira, embora pouco relatada. Revela também que a falha na observação ao microscópio propicia que novos casos não sejam diagnosticados e relatados com maior frequência.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
JACINTO, F.; ABI RODRIGUES, L.; ALESSANDRA ALEKSICH GONZÁLEZ, J.; COSTA SOUZA, L.; GALLINA CORREA, T. TOXASCARIS LEONINA - IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO CORRETO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.