EFEITO DA UTILIZAÇÃO DO SELÊNIO EM DILUENTE COMERCIAL PARA CRIOPRESERVAÇÃO DO SÊMEN OVINO

  • Miguel Cortelini
  • Juliana Bernera Ramalho
  • Luiza Gazeta Passos
  • Gabriel Jordani Caravagio Alves
  • Francielli Weber Santos Cibin
  • Jéssica Ferreira Rodrigues
Rótulo Estresse, oxidativo, criopreservação, sêmen, ovino

Resumo

O desenvolvimento da ovinocultura nos últimos anos, acarretou no aumento da utilização de biotecnologias da reprodução a fim de obter melhoramento genético e otimizar a eficiência reprodutiva do rebanho. A criopreservação é uma ferramenta que possibilita a utilização do sêmen congelado em protocolos de inseminação artificial, no entanto, existem algumas limitações em se utilizar sêmen ovino criopreservado. Alguns destes limitantes parecem estar associados a danos causados pelo estresse oxidativo, caracterizado pelo desequilíbrio entre as defesas antioxidantes e a produção de espécies reativas de oxigênio. Tal desequilíbrio resulta em alterações estruturais e fisiológicas da membrana, danos no DNA, acrossoma alterado, motilidade e viabilidade reduzidas. Na busca por melhorar a qualidade do sêmen pós-descongelamento, a suplementação de diluente com antioxidantes tem se demonstrado eficiente, melhorando alguns parâmetros do sêmen criopreservado. O selênio é um elemento essencial para diversas funções celulares, com capacidade antioxidante comprovada em estudos realizados utilizando sêmen bovino e bubalino criopreservado. Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito da suplementação de um diluente comercial com duas formas de selênio (orgânica e inorgânica) em parâmetros oxidativos do sêmen pós-descongelamento. Foram avaliados ejaculados de quatro carneiros (CEUA:017/2019), clinicamente sadios, mantidos sob as mesmas condições de alimentação, e água ad libidum. Os ejaculados foram coletados com vagina artificial aquecida a 37°C a fim de mimetizar a fisiologia dos animais. Somente os ejaculados que atenderam os critérios estabelecidos pelo Colégio Brasileiro de Reprodução Animal (CBRA) foram utilizados. Após realizada as coletas, os ejaculados foram agrupados para a formação de um pool, a fim de minimizar efeitos individuais e diluídos em diluente comercial Optixcell (IMV). Logo pós, foram formados três grupos: controle (apenas diluente base), selênio orgânico (diluente suplementado com 2 µg/mL de selenofuranosídeo) e selênio inorgânico (diluente suplementado com 2 µg/mL de selenito de sódio). Os grupos foram ajustados atingindo a concentração de 100x106 espermatozóides por mL e posteriormente foram envasados em palhetas de 0,25ml e congeladas em nitrogênio líquido. Duas palhetas de cada grupo foram descongeladas em banho-maria (37˚C) e submetidos a testes bioquímicos: espécies reativas de oxigênio (ERO), peroxidação lipídica (TBARS) e capacidade antioxidante total (FRAP). Os valores obtidos para produção de ERO, TBARS e FRAP não diferiram independente do tratamento. Os resultados obtidos podem estar relacionados com a utilização do diluente comercial, pois acredita-se que o mesmo já possua antioxidantes suficientes em sua formulação, não sendo um diluente adequado para esta avaliação. Desta forma, estudos futuros serão realizados, porém, fazendo uso de diluente base (com constituintes definidos), para melhor elucidar os efeitos do selênio.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
CORTELINI, M.; BERNERA RAMALHO, J.; GAZETA PASSOS, L.; JORDANI CARAVAGIO ALVES, G.; WEBER SANTOS CIBIN, F.; FERREIRA RODRIGUES, J. EFEITO DA UTILIZAÇÃO DO SELÊNIO EM DILUENTE COMERCIAL PARA CRIOPRESERVAÇÃO DO SÊMEN OVINO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 30 mar. 2020.