https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/RED/issue/feed Revista Estratégia e Desenvolvimento 2021-02-05T15:00:13+00:00 Carolina Freddo Fleck red@unipampa.edu.br Open Journal Systems <p dir="ltr" style="text-align: justify;">A Revista Estratégia e Desenvolvimento é um veículo que prima pelo apoio e divulgação de pesquisas na área de Administração, Turismo, Contabilidade e Economia com enfoque nas áreas temáticas propostas a seguir:</p> <p dir="ltr" style="text-align: justify;">Organização e &nbsp;Desenvolvimento - Teorias das Organizações; Comportamento Organizacional; Desenvolvimento Regional e Territorial; Desenvolvimento Rural; Desenvolvimento Econômico e Sustentável; Economia Rural; Gestão de Pessoas; Relações de Trabalho; Ensino e pesquisa em Organizações e Desenvolvimento; Estudos Fronteiriços; Políticas Públicas; Economia Industrial e Organização Industrial.</p> <p dir="ltr" style="text-align: justify;">Estratégia e Sistemas - Estratégia em organizações; Complexidade e Redes Neurais; Tecnologia de Informação; Sistemas de Informação; webdemocracia e participação digital; Marketing; Gestão Socioambiental; Cadeias de suprimento; Administração da Produção; Administração Pública; Finanças; Ensino e pesquisa em Estratégia e Sistemas.</p> <p dir="ltr" style="text-align: justify;">A missão do Periódico é: Disseminar pesquisas no âmbito da Administração e suas áreas correlatas.</p> <p dir="ltr" style="text-align: justify;">ISSN: 2526-9526</p> https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/RED/article/view/104566 AS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE NAS COOPERATIVAS SÃO UM REFLEXO DE SUA SINGULARIDADE? 2021-02-05T15:00:13+00:00 Santos William william245110@gmail.com Guilherme Trez gtrez@unisinos.br <p>O objetivo deste ensaio teórico consiste em explorar a abordagem da <em>Strategy as Practice</em> para compreensão de como as características das organizações cooperativas influenciam na natureza de suas práticas de sustentabilidade. O tema sustentabilidade não é novidade no ambiente corporativo, porém nos últimos anos têm se tornado um assunto imperativo no desenvolvimento das estratégias organizacionais. Esta realidade não é diferente nas organizações cooperativas, o que difere é seu peculiar modo de operar por princípios que às aproximam das principais diretrizes de desenvolvimento sustentável, o que deveria colocar as cooperativas em posição de destaque na agenda de sustentabilidade, fato que não ocorre. Este ensaio demonstra, por meio da abordagem da <em>Strategy as Practice</em>, os fatores impulsionadores e restritivos, referente a sustentabilidade nas cooperativas e, ainda, propõem que o 7º princípio cooperativo se posto em prática, no seu verdadeiro significado, pode colocar as cooperativas no papel de protagonistas do desenvolvimento sustentável.</p> 2021-01-08T17:46:04+00:00 Copyright (c) 2020 Revista Estratégia e Desenvolvimento https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/RED/article/view/106906 O AUMENTO DA PRODUÇÃO DE UMA COOPERATIVA DE LEITE EM MATO GROSSO 2021-02-01T14:06:46+00:00 Sandra Regina Fontes Ribeiro Gomes coordenacao02@icoop.edu.br Carlos Guilherme Dorilêo Leite dorileo@icoop.edu.br Roberto Tadeu Ramos Morais roberto.moraes@icoop.edu.br <p>O presente trabalho tem por objetivo mostrar a análise da gestão estratégica em uma cooperativa na agricultura familiar no estado de Mato Grosso, com intuito de compreender a relação institucional e funcional entre a cooperativa, cooperados e colaboradores; entender o modelo de gestão estratégica e propor sugestões para melhoria do modelo de gestão. É um estudo de natureza qualitativa, do tipo exploratório e, para tanto, realizou-se uma revisão bibliográfica de atualização a respeito da temática, assuntos e instrumentos importantes para o desenvolvimento da gestão estratégica em cooperativas. O planejamento estratégico é um processo que envolve diversos fatores que vão da formulação até a avaliação de estratégias. Ele prevê ações e metas futuras a serem executadas e perseguidas com o auxílio de instrumentos organizacionais que busquem mais qualidade no atendimento, melhor distribuição de serviços, participação da sociedade na tomada de decisões e melhoria na busca de parcerias. A discussão sobre a temática evidenciou que o planejamento estratégico é de suma importância para a gestão estratégica em cooperativas, visto que por meio deste processo é possível definir as prioridades da atual gestão e mobilizar os atores que fazem parte da organização.<br><br></p> 2021-01-08T17:53:39+00:00 Copyright (c) 2020 Revista Estratégia e Desenvolvimento https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/RED/article/view/104573 COOPERATIVISMO E DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL: COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA EXECUÇÃO DE PROJETOS INOVADORES E SUSTENTÁVEIS. 2021-02-01T14:06:56+00:00 Elias Rodrigues de Oliveira Filho elias.rodrigues@ifnmg.edu.br <p>O cooperativismo tem por interesse atender às necessidades dos indivíduos, provendo desenvolvimento socioeconômico com a organização das atividades executadas. Para tanto, algumas cooperativas contam com apoio de entidades privadas e públicas, especialmente das instituições de ensino, pesquisa, extensão e inovação, como os institutos federais. Neste contexto, este artigo tem por objetivo apresentar a parceria da Cooperativa de Agricultura Familiar Sustentável com Base na Economia Solidária Ltda (Copabase) com o Campus Arinos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG). A abordagem metodológica consistiu em levantamento bibliográfico e pesquisa de campo. Os resultados apontam que o Campus Arinos do IFNMG tem papel importante na constituição da Copabase, uma vez que executa cooperação técnica, incluindo compartilhamento de espaços, equipamentos para a execução de vários projetos e atividades, também contribui com aperfeiçoamento do corpo docente e participação direta dos discentes na prática cotidiana.</p> 2021-01-08T18:00:43+00:00 Copyright (c) 2020 Revista Estratégia e Desenvolvimento https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/RED/article/view/104602 REDES DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA ESTRUTURADAS PELA INTERCOOPERAÇÃO 2021-02-01T14:07:03+00:00 Joel Queiroz jqueiroz_br@yahoo.com.br Rejane Inês Kieling REJANEKIELING@HOTMAIL.COM <p>As intensas e frequentes transformações do mercado nos últimos anos, impulsionadas principalmente pelos acelerados avanços tecnológicos, condicionam cada vez mais a sobrevivência e capacidade competitiva das organizações à adoção de processos e sistemas de informações que apoiem com maior qualidade e agilidade a definição de diretrizes, estratégias, planos e a tomada de decisões. Paralelo a isso, as organizações cooperativas vêm ampliando de forma significativa a participação em diferentes segmentos do mercado e passam a enfrentar a concorrência direta de grandes e poderosas instituições públicas e privadas. Se enquadrar nessa realidade competitiva demanda elevado investimento em pessoas, processos e ferramentas. Nesse contexto, estimular a intercooperação para estruturar um processo de Inteligência Competitiva capaz de suprir e incrementar as necessidades de informação para essas entidades, é uma alternativa interessante e conectada com os princípios e natureza cooperativa. Esse estudo busca compreender o entendimento e a disposição de entidades integrantes do segmento cooperativo em aderir e se engajar em uma iniciativa colaborativa visando a geração compartilhada de informações que possam impulsionar a competitividade individual e setorial. A ferramenta selecionada para a investigação é a pesquisa qualitativa, que terá a sua aplicação direcionada a lideranças e gestores de entidades cooperativas. Os resultados também servirão para demonstrar o entendimento dessas organizações com relação a importância da geração e utilização de informações nas ações de gestão.</p> 2021-01-08T17:57:29+00:00 Copyright (c) 2020 Revista Estratégia e Desenvolvimento https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/RED/article/view/106913 O COOPERATIVISMO E SUAS PRIORIDADES INTERNACIONAIS E NACIONAIS NAS PERSPECTIVAS DO SEU FORTALECIMENTO E DOS ODS/ONU 2021-02-01T14:07:06+00:00 Pedro Luís Büttenbender pedrolb@unijui.edu.br Ariosto Sparemberger ariosto@unijui.edu.br Daniel Knebel Baggio baggiod@unijui.edu.br Nelson José Thesing nelson.thesing@unijui.edu.br Juliana Da Fonseca Capssa Lima Sausen jucapssa@gmail.com <p>Este artigo versa sobre o cooperativismo a partir das prioridades e desafios para os avanços na intercooperação e internacionalização, visando seu fortalecimento e contribuir com o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - ODS. O objetivo focaliza prioridades internacionais e nacionais do cooperativismo nas perspectivas do seu fortalecimento e os ODS. Os objetivos específicos são delimitados em: a) referenciar e contextualizar o cooperativismo; b) dimensionar quantitativa e qualitativamente as organizações cooperativas nos âmbitos estadual e nacional e algumas dimensões internacionais; c) mapear e descrever prioridades do cooperativismo através de órgãos de representação e organismos de pesquisa, fomento e apoio; d) indicar proposições estratégicas que contribuam com seu fortalecimento e o alcance dos ODS. A pesquisa metodologicamente é fundamentada quanto aos fins como estudo exploratório, descritivo e de campo, e quanto aos meios, de natureza quali-quantitativa, bibliográfica, documental e participante. A análise e sistematização dos dados foi orientada pelos fundamentos conceituais, conteúdos coletados e os objetivos delimitados na pesquisa. O cooperativismo, pela sua natureza e funcionamento, fundamentos, princípios, valores, crenças, legislação e segmentos, se constitui em movimento, estratégia, instrumento e estrutura de promoção da inclusão social e econômica, tem investido na qualificação de seus quadros dirigentes e de gestão, aprimorado tecnologias e métodos de gestão e governança com vistas ao seu fortalecimento, melhor alcance dos ODS e ao desenvolvimento da sociedade. Por fim, está ampliando seus aportes na promoção da inclusão, justiça social, democracia, participação e agregação de valor econômico e social aos seus membros e a promoção do desenvolvimento territorial.</p> 2021-01-08T18:15:09+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Estratégia e Desenvolvimento https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/RED/article/view/103422 OS EFEITOS DA IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF) NA CIDADE DE SANT’ANA DO LIVRAMENTO – RS 2021-02-01T14:07:10+00:00 Jonny Beatto Nunes jonnygabrafa@hotmail.com Isabela Braga da Matta isabelamatta@unipampa.edu.br <p>Com o objetivo de aprimorar e atualizar o sistema de saúde da cidade de Sant'Ana do Livramento-RS, foi implementado em junho de 2014 o Programa de Estratégia da Saúde da Família buscando suprir algumas necessidades de melhorias e descentralização que o município vinha passando. Passados 5 anos este estudo foi feito com o intuito de analisar os efeitos da implementação da Estratégia da Saúde da Família na cidade de Sant’Ana do Livramento – RS, e verificar se o programa funcionou e ajudou a cidade a atender seus objetivos relacionados à saúde e se houve aceitação e concretização do novo programa perante os profissionais. Consiste em um estudo de caso com abordagem qualitativa, para a análise foi feita uma triangulação de dados que demonstrou que vários dos objetivos iniciais da implementação foram atingidos, como a cobertura populacional por conta das Estratégia da Saúde da Família e dos Agentes Comunitários de Saúde , também o fluxo elevado de atendimento dos serviços de emergência reduziram bastante. Porém há vários pontos que ainda não se concretizaram ou estão em fase de construção, como por exemplo, áreas que ainda não contam com cobertura de ESF’s ou equipes que não possuem 100% de seu efetivo.</p> 2021-01-08T17:41:12+00:00 Copyright (c) 2020 Revista Estratégia e Desenvolvimento