A TÉCNICA DA GUASQUERIA EM JAGUARÃO, RS: MEMÓRIAS, SIGNIFICADOS E O TURISMO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Eduarda de Souza Costa
Alessandra Buriol Farinha

Resumo

Esse artigo tem como principal objetivo realizar a descrição da técnica guasqueira realizada no município de Jaguarão, RS, orientado pela importância e valor cultural que a técnica representa na região enquanto manifestação cultural e também na esfera pessoal, para os guasqueiros. Para atingir os objetivos, foram realizadas pesquisas bibliográficas, registro das peças e entrevistas com quatro guasqueiros do município. Entende-se que houve mudanças em relação ao perfil das pessoas interessadas em aprender e trabalhar com a guasqueria, o que futuramente, pode causar dificuldades em relação a transmissão da técnica, feita manualmente, onde são retirados tentos do couro para a confecção das peças, o que exige tempo e habilidade. Além disso, essa prática cultural possui vínculo com a zona rural, fazendo parte da história de ocupação do território do estado. Assim, torna-se necessário compreender a representação que a guasqueria possui na cultura e na identidade local, fazendo com o que os guasqueiros se sintam motivados a produzir as peças, inclusive como um souvenir com a técnica da guasqueria, ocasionando no reconhecimento e valorização do seu trabalho no turismo local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
COSTA, E. DE S.; FARINHA, A. B. A TÉCNICA DA GUASQUERIA EM JAGUARÃO, RS:. Missões: Revista de Ciências Humanas e Sociais, v. 8, n. 1, p. 38-59, 4 set. 2022.
Seção
DOSSIÊ: HISTÓRIA, MEMÓRIA E IDENTIDADES
Biografia do Autor

Eduarda de Souza Costa, Universidade Federal do Pampa

Tecnóloga em Gestão de Turismo pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA).

Alessandra Buriol Farinha, Universidade Federal do Pampa

Professora Adjunta da Universidade Federal do Pampa. Bacharela em Turismo, Especialista em Patrimônio Cultural. Mestra e Doutora em Memória Social e Patrimônio Cultural.

Referências

ALVARES, Fabiano da Costa. Valorização dos aspectos formais dos artefatos confeccionados por guasqueiros do pampa gaúcho aplicados à joalheria. 2014. 169 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-graduação Profissionalizante em Patrimônio Cultural, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.
ALVES, H.F.I. Turismo, identidade e valorização da produção local. In: Congresso Internacional Sobre Turismo Rural e Desenvolvimento Sustentável, 3, 2002, Santa Cruz do Sul. Anais… Santa Cruz do Sul: EDUSC, 2002 p.76-82.
BERLITZ. Dictionnaire Portugais – Français. Editado por Berlitz Guides, 1987.

BILHALVA, Liza; RODRIGUES, Marta Bonow. Artefatos como suporte de memória na construção da masculinidade no pampa sul-riograndense. Tessituras, Pelotas, v. 2, p.113-141, 2018.
BOURDIEU, Pierre. As Regras da Arte: gênese e estrutura do campo literário. Trad. Maria Lucia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
CALDEIRA, Alef Franco. O peão campeiro e a paisagem cultural: estudo sobre os impactos da monocultura da soja em Jaguarão, RS. 2018. 53 f. TCC (Graduação) - Curso de Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo, Universidade Federal do Pampa, Jaguarão, 2018.
CANDAU, Joël. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2011.
DENCKER, A. de F. M. (2002). Métodos e técnicas de pesquisa em turismo. São Paulo: Futura.
GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. Ed. – São Paulo: Atlas, 2002.
HALL, Stuart. A Identidade cultural na pós modernidade. Tradução Tomaz SILVA, Tadeu da; LOURO, Guacira Lopes. 11. ed. - Rio de Janeiro: DP&A, 2006.
HOWES NETO, Guilherme. De bota e bombacha: um estudo antropológico sobre as identidades gaúchas e o tradicionalismo. 2009. 134 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Ciências Sociais, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2009.
KELLER, Paulo. O artesão e a economia do artesanato na Sociedade contemporânea. Maranhão: Revista de Ciências Sociais Política e Trabalho, 2014.
MENESES, José N.C. História e turismo cultural. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p. 128. (Coleção Histórias Et. Reflexões).
OLIVEIRA, Adão Marcial de; GUILLEN, André Luiz; BOECK, Sandro Eduardo. Paixões do gaúcho. Porto Alegre: Martins Livreiro, 2008.
POLLAK, Michael. Memória e Identidade Social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p.200-212, 1992.
PORTO, Juliana Machado; COLVERO, Ronaldo Bernardino. A prática artesanal guasqueria na cidade de Jaguarão RS. Relacult: Revista latino-americana de estudos em cultura e sociedade, Jaguarão, v. 2, n. 0, p.795-804, 15 dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2018.
RIBEIRO, Darcy. O Povo Brasileiro: A Formação e o Sentido do Brasil. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. 477 p.
RIETH, Flávia Maria Silva; RODRIGUES, Marta Bonow; SILVA, Bilhalva Martins da. AS LIDAS CAMPEIRAS NA REGIÃO DE BAGÉ/RS: sobre as relações entre homens, mulheres, animais e objetos na invenção da cultura campeira. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, 29ª., 2014. Resumo.... Natal: 2014. p. 1 - 12.
SANTOS, José Luiz dos. O que é cultura. 16. ed. São Paulo: Brasiliense, 2006. 89 p. (Coleção primeiros passos; 110).
SCHLEE, Rodrigo Lobato; SOUZA, Fernanda Valente de. Guasqueria e a arte gaúcha do couro no apero crioulo. 2007. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2018.