SABER EDUCACIONAL E O ENSINO DE HISTÓRIA: CONTRIBUTOS ACERCA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

William Adão Ferreira Paiva
https://orcid.org/0000-0002-9387-3016

Resumo

Este artigo apresenta como escopo um recorte, em alusão à pesquisa realizada no Programa de Pós-Graduação em História (Mestrado Profissional) da Universidade Federal do Rio Grande (PPGH/FURG), cujo objetivo foi contribuir para o desenvolvimento do ensino de História nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental em Rio Grande/RS, a partir de uma proposta de Educação Patrimonial, trazendo como referencial a Catedral de São Pedro. Ela foi a primeira igreja erguida no Estado do Rio Grande do Sul, tendo suas obras iniciadas no ano de 1755, sendo reconhecida como Patrimônio Histórico e Cultural através do Decreto Lei nº 25 de 30/11/1937 e considerada ainda um dos símbolos da cidade. Utilizou-se como método para coletar os dados deste trabalho a Pesquisa Bibliográfica e também a Pesquisa Documental, diante das fontes referentes a Memória, a Catedral de São Pedro enquanto Patrimônio Histórico e Cultural bem como as práticas educativas dos professores, entremeadas ao ensino de História.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
WILLIAM ADÃO FERREIRA PAIVA. SABER EDUCACIONAL E O ENSINO DE HISTÓRIA: CONTRIBUTOS ACERCA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL. Missões: Revista de Ciências Humanas e Sociais, v. 8, n. 1, p. 93-108, 4 set. 2022.
Seção
DOSSIÊ: HISTÓRIA, MEMÓRIA E IDENTIDADES
Biografia do Autor

William Adão Ferreira Paiva, Universidade Federal de Sant

Doutorando em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina (PGCIN/UFSC). Mestre em História pelo Programa de Pós-Graduação em História (Mestrado Profissional) da Universidade Federal do Rio Grande (PPGH/FURG). Especialista em Gestão de Projetos e Bacharel em Arquivologia pela FURG. Membro do Grupo de Pesquisa do CNPq Representação e Organização do Conhecimento (ROC/UFSC) e Editor de Revisão da Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina. Atualmente é Arquivista da UFSC. 

Referências

ALVES, Francisco das Neves. Uma igreja, uma comunidade: os 250 anos de história da Catedral de São Pedro. Rio Grande: Ed. da FURG, 2004.

APOLINÁRIO, Juciene Ricarte. Reflexões sobre a Educação Patrimonial e experiências da diversidade cultural no ensino de história. In: TOLENTINO, Átila Bezerra (Org.). Educação Patrimonial: reflexões e práticas. João Pessoa: Superintendência do IPHAN na Paraíba, 2012.

ARROYO, Michele Abreu. Educação Patrimonial ou a cidade como espaço educativo? In:
Revista Outro Olhar – Revista de Debates. Ano IV, n.4, BH, Out/2005.

BARBOSA, Vilma de Lourdes. Ensino de História local: redescobrindo sentidos. In: SAECULUM – Revista de História [15]; João Pessoa, jul./dez. 2006.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivo: estudos e reflexões. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

BRASIL, Decreto-lei nº 25, de 30 de novembro de 1937. Organiza a proteção do patrimônio histórico e artístico nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del0025.htm. Acesso em: 20 maio 2021.

CAIMI, Flávia Eloisa et al. O livro didático e o currículo de história em transição. Passo
Fundo: EDUPF, 1999.

CALLAI, Helena Copetti. O estudo do município e o ensino de história e geografia. Ijuí: UNIJUÍ Ed., 1988.

CANDAU, Joel. Memória e Identidade. Trad. Maria Letícia Ferreira. SP: Contexto, 2011.

CATROGA, Fernando. Memória e História. In: PESAVENTO, Sandra J. (Org.). Fronteiras do Milênio. Porto Alegre: Ed. da Universidade/UFRGS, 2001. p. 43-69.

FONSECA, Selva Guimarães. Didática e prática de ensino de História: experiências, reflexões e aprendizados. Campinas, SP: Papirus, 2003.

FRAGA, Hilda Jaqueline de. A cidade como documento no ensino de história. In: POSSAMAI, Zita Rosane (Org.) Leituras da cidade. Porto Alegre: Evangraf, 2010.

GAMA, Marcília. A Importância do Patrimônio Documental para Historiografia: Novos Objetos, Novas Abordagens. In: Revista Documentação e Memória. TJPE. Recife PE. v.3.n. 5. Jan/Dez. 2012.

GRUNBERG, Evelina. Manual de atividades práticas de educação patrimonial. Brasília, DF: IPHAN, 2007.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. RJ: Vértice, 1990.

HORTA, Maria de Lourdes Parreiras; GRUNBERG, Evelina; MONTEIRO, Adriane Queiroz. Guia básico de educação patrimonial. Brasília: IPHAN: Museu Imperial, 1999.

LAHIRE, Bernard. A transmissão familiar da ordem desigual das coisas. Tradução de Pascoal Carvalho. Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, v. XXI, p.13-22, 2011.

MACHADO, Maria Beatriz Pinheiro. Educação Patrimonial: orientações para professores do ensino fundamental e médio. Caxias do Sul: Maneco Livraria & Editora, 2004.

MONTEIRO, Ana Maria. Professores e livros didáticos: narrativas e leituras no ensino de História. In: ROCHA, Helenice Aparecida; REZNIK, Luís; MAGALHÃES, Marcelo de Souza. A História na escola: autores, livros e leituras. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009.

MOTTA, Antonio. Patrimônio. In: SANSONE, Livio e FURTADO, Cláudio Alves (Org.). Dicionário crítico das ciências sociais dos países de fala oficial portuguesa. Salvador: EDUFBA, 2014, p. 379-391

PELEGRINI, Sandra de Cássia Araújo. Patrimônio cultural: consciência e preservação. São Paulo: Brasiliense, 2009.

POSSAMAI, Zita Rosane. Patrimônio e Identidade: qual o lugar da história? In: GASPAROTTO, Alessandra. FRAGA, Hilda Jaqueline de. BERGAMASCHI, Maria Aparecida (Orgs). Ensino de história no CONESUL – Patrimônio cultural, territórios e fronteiras. Porto Alegre: Evangraf / UNIPAMPA Jaguarão, 2013.

POULOT, Dominique. Um Ecossistema do Patrimônio. In: CARVALHO, C. S. de; GRANATO, M; BEZERRA, R. Z; BENCHETRIT, S. F. (orgs.). Um Olhar Contemporâneo sobre a Preservação do Patrimônio Cultural Material. RJ: Museu Histórico Nacional, 2008.

POULOT, Dominique. Uma história do patrimônio no Ocidente, séculos XVIII-XXI: do monumento aos valores. SP: Estação Liberdade, 2009.

PRATS, L. Concepto y gestión del patrimonio local. Cuadernos de Antropología Social, nº 21, p. 17-35, 2005.

PRATS, L. El concepto de patrimonio cultural. Política y Sociedad, n. 27, p. 63-76, 1998.

REISEWITZ, Lucia. Direito ambiental e patrimônio cultural: direito a preservação da memória, ação e identidade do povo brasileiro. São Paulo: Editora Juarez de Oliveira, 2004.

RODRIGUES, Marly. De quem é o patrimônio? Um olhar sobre a prática preservacionista em São Paulo. In: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, n.24, p. 195-203, Rio de Janeiro, 1996.

SANT’ANNA, Ilza Martins. Por que avaliar? Como avaliar?: Critérios e instrumentos. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 1995.

SOARES, André Luis Ramos. Dr. Jeckyl and Mister Hide ou “a educação patrimonial serve a quem?”. In: ZANON, Elisa Roberta; CASTELO BRANCO, Patrícia Martins; MAGALHÃES, Leandro Henrique (Orgs.). A construção de políticas patrimoniais: ações preservacionistas de Londrina, Região Norte do Paraná e Sul do país. Londrina: EdUniFil, 2009.

SOARES, André Luis Ramos; KLAMT, Sérgio Célio. Educação Patrimonial e a Interdisciplinaridade em Sala de Aula: um estudo de caso. In: SOARES, André Luis Ramos; KLAMT, Sérgio Célio (orgs.). Educação Patrimonial: teoria e prática. Santa Maria: Editora UFSM, 2008.

TERRA, Antonia. História e dialogismo. In: BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes et al. O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2002.

TORRES, Luiz Henrique. Cronologia básica da História da cidade do Rio Grande (1737-1947). BIBLOS. v.22, n. 2, p. 9-18, 2008. Disponível em: https://www.seer.furg.br/biblos/article/view/957/424. Acesso em: 20 maio 2021.

TORRES, Luiz Henrique. Rio Grande: imagens de espaços públicos que contam a história. Rio Grande: FURG, 2007.